Boa tarde!  Sexta 24/05/2019 14:54

Palavra do Pereira

Mais que um feriado
Por José Pereira dos Santos

Dia 20, Dia da Consciência Negra, não haverá expediente no Sindicato, tanto na sede em Guarulhos quanto nas subsedes de Arujá e Mairiporã. O Sindicato entende que a lei tem de ser cumprida e que a data deve ser marcada por uma tomada de posição em prol da inclusão social e contra todas as formas de discriminação.

É natural que nesta data os afrodescendentes busquem reafirmar sua história e reverenciem seus mitos, como Zumbi de Palmares, cuja morte teria ocorrido em um distante 20 de novembro.

A memória dos povos é um rico patrimônio cultural que deve ser preservado. E as lutas sociais, por liberdade, justiça e inclusão, devem ser reconhecidas e respeitadas.

Nosso Sindicato não só respeita esse legado histórico como toma posição contra os opressores de ontem e de hoje e reafirmamos nosso reconhecimento de que as lutas sociais são armas legítimas dos cidadãos e dos povos para a conquista de novos avanços.

A escravidão é uma cicatriz na história do Brasil e da humanidade. É um fato histórico que deve ser relembrado, para que nenhuma forma de exploração sobreviva, a fim de que todos os homens sejam livres e, na liberdade, possam realizar suas esperanças.

Por isso, o 20 de novembro não é só um feriado. É mais que um feriado. É uma data de reencontro com nossa própria história.

Leia também

A defesa da natureza - Por José Pereira dos Santos