Boa noite!  Sábado 21/10/2017 03:01
• 10/10/2017 - terça-feira
Negociações com grupos patronais
já estão em andamento

O Sindicato segue realizando assembleias em toda base, para informar os trabalhadores sobre o andamento da Campanha Salarial 2017. Em todos os atos, os trabalhadores têm apoiado integralmente as negociações por aumento real no salário, melhoria nos Pisos da categoria e manutenção dos avanços da Convenção Coletiva.

A campanha tem como objetivo manter direitos e benefícios, que correm risco de ser eliminados com a reforma trabalhista. Nesta quarta (11), foram realizadas três assembleias, que mobilizaram mais de 200 metalúrgicos na Bellapox (Água Chata), Prensal (Jardim Munhoz) e Fabrima (Bonsucesso).

Bellapox - O encontro, conduzido pelos diretores Elenildo Queiroz Santos (Nildo) e Antonio Francisco da Silva (Fala Mansa), tratou exclusivamente da mobilização dos 30 funcionários na campanha salarial. Por unanimidade, eles aprovaram as ações em defesa dos direitos, como participar do Dia Nacional de Lutas marcado em 10 de novembro.

Funcionários da Bellapox aprovam ações em defesa dos direitos trabalhistas

Nildo informa: "Explicamos aos companheiros as maldades que estão sendo impostas pelo governo Temer com a reforma trabalhista. Corremos o risco de perder a maioria dos direitos, que são garantidos na Convenção Coletiva. Isto não é justo, e não podemos permitir!".

Fabrima -
Além das ações da campanha salarial, os cerca de 160 funcionários aprovaram acordo negociado pelo Sindicato, que reduziu o percentual de desconto no convênio médico dos dependentes dos funcionários.

"Chegamos a um desconto de 63% (a empresa queria 100%) até o final do ano, quando iniciaremos nova negociação, em janeiro de 2018. A proposta e foi aprovada", diz Nildo. Dia 4, houve paralisação na Fabrima, por mais de três horas, em protesto contra a pretensão inicial da empresa. Os diretores Fala Mansa e Augusto Knupp também participaram da assembleia.


Na Fabrima, trabalhadores aprovaram negociação que reduziu o percentual de desconto no convênio médico


Prensal - Os diretores Josete Machado Filho (Pepe), Célio Ferreira Malta e Evandro Pereira, com apoio do assessor João, estiveram em assembleia com os cerca de 40 funcionários. Os trabalhadores aprovaram participar das ações da campanha salarial e rejeitaram proposta de Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR). A empresa queria pagar o mesmo valor.

Evandro diz: "A proposta foi recusada pelos companheiros, que querem um benefício com pelo menos 8,5% de aumento sobre o valor pago no ano passado”. Foi protocolado documento, dando prazo de 48 horas para a empresa melhorar a proposta.


Companheiros da Prensal aprovaram participar das ações da campanha salarial e rejeitaram proposta de PLR

Reuniões - O Sindicato esteve representado em duas reuniões realizadas esta semana com representantes dos grupos patronais. Ambas ocorreram na sede da Federação dos Metalúrgicos de São Paulo. Na segunda (9), o encontro foi com o Sindimaq/Sinaees; na terça (10), com o setor de fundição.

O diretor Célio esteve nas duas e informa: "Como previsto, os grupos patronais não apresentam propostas e deixam claro que esperam entrar em vigor a reforma trabalhista. Esta será, com certeza, a campanha mais difícil dos últimos anos".

Com o Sindimaq/Sinaees foi agendada nova reunião para o dia 23 (segunda). Já estão confirmados quatro encontros com o Sindipeças: dias 17, 24 e 31 de outubro e 7 de novembro. Todas as reuniões acontecerão a partir das 9 horas, na sede da Federação.