Boa noite!  Domingo 19/11/2017 22:18

• 10/11/2017 - sexta-feira

Categoria aprova acordos
que garantem nossos direitos

Os metalúrgicos lotaram o Sindicato na noite desta sexta (10) e aprovaram os acordos coletivos referentes a dois importantes grupos patronais - o Sindipeças e o Fundição. Esses acordos, que preservam os direitos das Convenções Coletivas, cobrem cerca de 50% da categoria. A assembleia também autorizou o Sindicato a continuar a negociação, nos mesmos termos, com os demais grupos patronais.

O presidente José Pereira dos Santos diz: “A campanha deste ano acontece em meio à mais grave crise econômica e política do País.  Governo e patrões nos atacam. Portanto, nosso esforço principal é garantir os direitos,  especialmente no momento em que entra em vigor uma reforma trabalhista muito patronal e atrasada”.


Trabalhadores aprovam os dois primeiros acordos coletivos desta campanha salarial


Fundição - O acordo aprovado pela assembleia, pra quem trabalha em empresa do grupo Fundição, é o seguinte: 1) Pagamento de abono salarial - Será de 15%, em três parcelas de 5%. A saber: 5% em 22 de dezembro; 5% em 22 de janeiro; e 5% dia 22 de março. Reajuste salarial – Será o INPC cheio (de novembro de 2016 a outubro de 2017), que ficou em 1,83%. Aplicação do reajuste: a partir de 1º de julho próximo.

Sindipeças - O acordo aprovado para trabalhador em autopeças ficou assim: 1) Abono salarial - De 15%, em três parcelas de 5%. A saber: 5% em 12 de dezembro; 5% em 13 de março; e 5% dia 12 de junho. Reajuste salarial - Será de 1,80%. Aplicação do índice: a partir de 1º de agosto próximo.

Direitos - As Convenções Coletivas dos trabalhadores destes setores foi renovada integralmente, preservando conquistas e garantias.


Diretoria e assessoria reunidas com a categoria nesta sexta (10)

Homologação
- A reforma de Temer acaba com o direito do Sindicato de fazer a conferência das verbas trabalhistas na homologação. Nós conseguimos manter esse direito dos trabalhadores.

Validade -
Os acordos valem a partir de 1º de novembro, ou seja, antes da entrada em vigor da reforma, dia 11 deste mês.

MAIS -
Nosso site, boletins, redes sociais e o Aplicativo (APP) atualizarão as informações.