Boa noite!  Sábado 26/05/2018 22:36

• 9/5/2018 - quarta-feira

DKS cede à pressão do Sindicato
e vai cumprir a Convenção

  
A direção da DKS (Água Chata), fabricante de barras antipânico, queria aplicar a reforma trabalhista e fazer homologação sem a supervisão do Sindicato. Mas deu com os burros n’água, porque mobilizamos os trabalhadores e barramos o abuso.

Nossa ação foi imediata: diretores e assessores estiveram na porta da fábrica nesta quarta (9), logo nas primeiras horas da manhã, a fim de garantir o direito dos trabalhadores a terem a assistência de sua entidade de classe na homologação.


Vice-presidente Cabeça comanda assembleia em frente à DKS (Água Chata)

Entenda - A empresa demitiu Robson Neves Barbosa, que tinha três anos e meio de trabalho na DKS,  e não queria fazer a homologação no Sindicato. Após a mobilização desta manhã, a empresa recuou e a homologação será em nossa sede.

Nosso vice-presidente Josinaldo José de Barros (Cabeça) foi taxativo: "Não foi fácil preservar os direitos da Convenção Coletiva, durante as negociações da Campanha Salarial unificada. Após muito esforço, conseguimos manter os direitos. A Convenção está valendo e precisa ser cumprida pela DKS".

A homologação acontece nesta quinta (10), a partir das 10 horas, na sede (rua Harry Simonsen, 202, Centro, Guarulhos).

Além da Cabeça, estiveram na empresa os diretores Pedro Pereira da Silva (Zóião), Célio Ferreira Malta, Antonio Francisco da Silva (Fala Mansa), José Barros da Silva Neto, Elenildo Queiroz Santos (Nildo), Evandro Pereira, Adriano Alves de Oliveira (Madeira), Augusto Knupp, José Carlos Santos Oliveira (Chorão), José João da Silva (Jau), Eronides Rafael Galdino (Lula), Ricardo Pereira de Oliveira, Daniel Hermínio Estevam e José Dilton Braga da Silva (Vanuza); e os assessores Sandro, Chitão, Valdir e Araxá.