Boa noite!  Segunda 18/03/2019 21:10
• 13/3/2019 - quarta-feira

Metalúrgicos da Truckvan protestam 
contra demissão de cipeiros

Os cerca de 300 funcionários da Truckvan (Bonsucesso) fizeram protesto na manhã desta quarta (13) contra a demissão de um integrante da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e um ex-cipeiro, que apesar de já ter cumprido seu mandato ainda tinha estabilidade na empresa. 

A manifestação, que parou as atividades na área de produção por aproximadamente duas horas, foi conduzida pelo vice-presidente Josinaldo José de Barros (Cabeça), os diretores Antônio Francisco da Silva (Fala Mansa), Elenildo Queiroz (Nildo) e o assessor Valdir.


Funcionários aprovaram que Sindicato protocole documento pedindo reintegração de cipeiros

Nildo - Nosso diretor responsável pelo departamento de Saúde e Segurança no Trabalho, Elenildo Queiroz Santos, diz: “Fomos procurados pelos trabalhadores, que informaram as demissões. Eles têm estabilidade. Não podiam ser demitidos. É norma. Por isso exigimos a reintegração imediata”.

O Sindicato protocolou documento na empresa, dando prazo de 48 horas para que a reintegração dos companheiros seja efetuada. Caso isso não ocorra, nosso Departamento Jurídico será acionado para adotar as medidas cabíveis.

Demissões - Wagner de Carvalho assumiu o mandato da Cipa em 4 de setembro de 2017 até 3 de setembro de 2018 (tem estabilidade até setembro de 2019). Iago Ribeiro de Moura virou cipeiro em 4 de setembro de 2018 e seu mandato tem validade até 3 de setembro de 2019. 


Vice Cabeça e diretores Nildo e Fala Mansa conduziram assembleia na empresa

NR-5 - A Norma Regulamentadora (NR-5) da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) diz: “É vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de direção de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato”.

Procure - A Cipa tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho. Se a sua empresa não tem a Comissão, procure o Sindicato. Ligue 2463.5300