Boa tarde!  Segunda 17/06/2019 15:42
• 8/4/2019 - segunda-feira

Especialista fez palestra didática sobre
ameaças na reforma da Previdência

Metalúrgicos da base, dirigentes do nosso Sindicato e representantes das Centrais Força, CSB, Nova Central e CGTB participaram na manhã de sábado (6) de encontro, em nossa sede, sobre os impactos que a reforma da Previdência de Bolsonaro trará aos trabalhadores. A palestra ficou a cargo do bacharel em direito César Tolentino, especialista em Previdência e Aposentadorias.

Sua fala foi didática. Tolentino destacou os principais ataques a direitos e conquistas e alertou os dirigentes para a necessidade, urgente, de esclarecer as bases trabalhadoras e outros setores sociais. “Certos cortes de direitos eu só posso chamar daquilo que eles realmente são, e eles são roubo em cima do pessoal da ativa e dos aposentados”, disse o advogado, que em décadas de atuação já aposentou 56 mil pessoas.


César Tolentino informou sobre impactos negativos da reforma da Previdência

Ele pediu aos metalúrgicos que fiquem atentos às perdas decorrentes de mudanças na PEC da Previdência que alteram as regras pra quem trabalha em locais expostos a ruídos, agentes químicos, máquinas perigosas e outros fatores de risco. “A garantia de aposentadoria especial corre risco”, frisou o especialista. 

Após a palestra, houve perguntas dos presentes. Além de responder de forma clara, César Tolentino se colocou à disposição da categoria. “O que estiver ao meu alcance eu farei”, disse. E, dirigindo-se ao nosso presidente José Pereira dos Santos, falou: “Pereira, se precisar ir às portas de fábrica esclarecer os trabalhadores, é só me chamar”.


Deputado Alencar Santana assinou carta com compromisso de votar contra PEC 06

Alencar - Deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores, Alencar Santana participou do encontro e assinou Carta na qual se compromete a votar contra a PEC 06/2019, de Jair Bolsonaro. Em sua fala, ele também denunciou as maldades da reforma. “A capitalização que querem impor vai jogar o dinheiro da Previdência nos cofres dos bancos e seguradoras, que não oferecerão qualquer garantia de que, num futuro, devolverão os rendimentos aos trabalhadores”. 

Pereira - O presidente José Pereira dos Santos pediu a cada presente que converse com seus familiares e colegas de trabalho, explicando a gravidade da reforma neoliberal de Bolsonaro. Disse mais: “Nosso Sindicato vai massificar essas informações. Mas se todo mundo participar a gente forma uma rede forte, capaz de informar e orientar nas fábricas, nas famílias, as associações e nos bairros”.


Presidente Pereira orientou trabalhadores sobre maldades do projeto de Bolsonaro

Vídeos - Logo mais em nosso site, as entrevistas feitas com Tolentino e outros participantes do seminário de sábado.