Boa noite!  Sábado 21/10/2017 03:05

Coluna do Paulinho

 A importância do voto!

Desde a Primeira República (1889/1930) o trabalhador brasileiro vivia excluído das discussões e das decisões sobre assuntos de cunho político no País, impedidos até de escolher, por meio do voto, seus representantes.

Apenas em 1930, quando teve início a Segunda República, o povo entrou na vida política do País, e mesmo assim apenas 5% da população votava (menos de 2 milhões de pessoas). Já em 1945, com a democratização em curso, esse percentual subiu para 13% (6 milhões de pessoas), com a inclusão das mulheres, e esse número não parou de crescer. Em 1964, os trabalhadores eram maioria, por isto o golpe. Já em 2014, cerca de 140 milhões de pessoas, ou 71% dos brasileiros, estavam aptos a votar.

Como dissemos no início deste artigo, os trabalhadores, desde a Proclamação da República, em 1889, foram excluídos de discussões e decisões sobre temas políticos, e podemos responsabilizar esse afastamento compulsório pela instabilidade de se processar a tardia entrada dos trabalhadores na vida política. E isto não poderá, jamais, ocorrer novamente.

Hoje os trabalhadores, e a sociedade em geral, têm acesso irrestrito a jornais, revistas, rádios, TVs, internet e outras formas de comunicação. Hoje os trabalhadores são mais esclarecidos, mais politizados, mais atuantes na vida política do País. E sua principal arma continua sendo o voto.

O Brasil é único, mas dentro dele coexistem vários “brasis”. Há o Brasil das políticas sociais, que não se manifesta enquanto essas políticas forem mantidas; há o Brasil de luta, dos trabalhadores, que procura se organizar em Sindicatos e outras associações, e que vai às ruas protestar; há o Brasil das redes sociais; o Brasil dos incrédulos.

O voto é a nossa forma de dizermos sim ou não àquilo que nos é apresentado. É a forma de darmos prosseguimento ou frearmos o que entendemos como certo ou errado. De concordar ou não com isto ou aquilo.

O voto, por si só, não vai mudar o Brasil, mas com certeza ele nos dará voz para dialogar, contestar e propor soluções para aquilo que almejamos para o Brasil como um todo!

Presidente da Força Sindical e deputado federal
Artigo publicado no site da Força Sindical - 28/6/2017

Facebook
Paulinho - www.facebook.com/paulinho.face

Telefones
Força Sindical - (11) 3348.9000

E-mail -
pres@fsindical.org.br