Boa noite!  Terça 20/08/2019 23:41

• 12/11/2018 - segunda-feira

Campanha salarial e reforma trabalhista


Claudio Magrão é secretário-geral da Federação
dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

Ao completar um ano de existência, a reforma trabalhista feita pelo governo Temer demonstrou ter sido mais um desastre apenas para os trabalhadores. Com a promessa de criar milhões de novos postos de trabalho, a nova Lei não proporcionou nada disso e nada mais fez do que precarizar direitos e retirar garantias dos que geram riquezas neste País.

Na verdade, a reforma trabalhista só veio para tentar enfraquecer o movimento sindical através do fim do imposto sindical. No entanto, para os Sindicatos que sempre estiveram ao lado e juntos com sua categoria, isso não foi suficiente. Um crescente movimento de conscientização tem trazido cada vez mais sócios para seus Sindicatos e isso tem garantido o fortalecimento daquelas entidades que, de fato, representam seus trabalhadores.

Neste primeiro aniversário de reforma trabalhista também estamos fechando mais uma Campanha Salarial para a categoria metalúrgica do Estado de São Paulo e já podemos dizer que, mais uma vez, saímos vitoriosos e fortalecidos para o que virá pela frente. Mais do que o reajuste salarial com aumento real temos conseguido o principal, que é garantir nossa Convenção Coletiva para a categoria.

Como sempre, iremos em frente sabendo das inúmeras dificuldades e desafios que a classe trabalhadora ainda terá de enfrentar. A única certeza que temos é a de nossa disposição para continuarmos na luta pelos nossos direitos e pela qualidade de vida cada vez melhor aos trabalhadores. Esta disposição e a permanente mobilização nos garantirá vitórias mesmo nestes difíceis tempos de recessão econômica e retrocesso político.